a usina é um espaço dedicado a profissionais interativos e centraliza tudo que eu, rené de paula jr, produzo sem parar em videos, podcasts, artigos e palestras

escrevendo pra todo lado e rezando pro Google me salvar

Share

eu produzo muito.  ponto.  produzo sem parar.  multiplique isso por uns 15 anos e o resultado é, ao menos pra alguém desorganizado como eu, um nó que só o Google (espero) há de destrinchar. só pra dar uma idéia do tanto que já publiquei por aí (sem mencionar os artigos pra Webinsider, Revista Wide, Revista Locaweb, etc etc), aqui vai um caminho das pedras:   o internet tête-à-tête foi uma tentativa minha de organizar alguns artigos meus que estavam voando por aí.  dê uma olhada, boa parte deles ainda está valendo (mesmo 6 a 8 anos depois) antes disso eu havia publicado uma outra coletânea no www.usina.com/textos , com direito a um

Silêncios Reunidos

Share

artigo para webinsider, abril de 2004 Curso de lí­ngua é assim, você acaba tendo que ler livros que não leria espontaneamente ou que talvez nem descobrisse sozinho, e foi assim que li uma historia estranhí­ssima, passada numa estação de rádio. O tí­tulo era algo como Das gesammelte Schweigen des Doktors…”, nem me lembro mais. Um

Silêncios Esparsos

Share

artigo publicado no webinsider Meses de silêncio, eu disse? Menti: nunca falei tanto. Se somar o que eu tagarelei nos últimos meses dava um compêndio ou, no mí­nimo, um dossiê psiquiátrico. Falei muito. Você não ouviu? Não faz mal, eram delí­rios mesmo, idéias soltas que não tiveram força para mover meus dedos. Se fosse alguns

silêncios reunidos

Share

depois de meeeeses de silêncio, escrevi um artigo novo para o webinsider. tenho muito carinho pelo espaço que o Vicente me deu ali, e espero que vocês gostem do artigo Silêncios Reunidos.

Cultura útil?

Share

Acabo de mandar mais um artigo pra WebInsider, e as usual publico aqui na usina também. O tí­tulo é “Cultura Útil?”, e tem a ver com a influência da cultura local no webdesign. espero que vcs gostem Cultura útil? Dizem que muitos dos filmes B americanos, aqueles com tí­tulos bizarros como O Retorno do Monstro